Bolsonaro assina filiação ao PL em Brasília após dois anos sem partido

30/11/2021
O presidente Jair Bolsonaro se filiou, nesta terça-feira (30/11) ao Partido Liberal (PL), legenda presidida por Valdemar Costa Neto, político condenado no Mensalão.

O senador Flávio Bolsonaro (RJ), também ingressa hoje na legenda ao lado do presidente. O evento conta com dirigentes do partido de diversos estados, além de parlamentares do PP, PSL e PL. A cerimônia estava marcada para o dia 22 de novembro, em referência ao número do partido nas urnas, mas a cerimônia foi adiada pelo incômodo do presidente da República com possíveis alianças estaduais do PL em 2022, o que teria em tese sido resolvido. Bolsonaro deixou o PSL, partido pelo qual foi eleito presidente, em novembro de 2019, após uma série de desentendimentos com a cúpula da sigla. Ao deixar a legenda, o mandatário promoveu o lançamento de uma nova agremiação, o Aliança pelo Brasil. O projeto, entretanto, não saiu do papel em razão da dificuldade para recolher as assinaturas exigidas para registro perante o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O partido em formação conseguiu 162.697 assinatura, o que representa 33% do exigido pela legislação (491.967 assinaturas). Diante da inviabilidade do Aliança pelo Brasil, Bolsonaro passou a negociar com várias legendas. Ele conversou com partidos nanicos, como PRTB, PMN e PMB e quase chegou a fechar com o Patriota, mas a entrega do controle dos diretórios estaduais a ele foi um dos fatores que levaram à frustração das negociações. A decisão pelo PL ocorreu após Valdemar Costa Neto ameaçar deixar a base de apoio do presidente.

Fonte: MZ Notícias.

Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Seja o primeiro, faça seu comentário. ;)